sábado, 19 de outubro de 2013

Amplifest e Ornatos

Caros apreciadores de boa música,

Volto um pouco atrás no tempo em relação ao último resumo fotográfico para escrever algumas merecidas palavras acerca dos concertos a que tive oportunidade de assistir logo após ter chegado a Portugal, há pouco menos de um ano.

Começo pelo Amplifest 2012, festival que decorreu a 27 e 28 de Outubro no Hard Club, no Porto. Curiosamente, escrevo estas linhas no dia em que começa o Amplifest 2013, ao qual infelizmente não pude ir.


Devo dizer que não vivi o evento como ele merecia ter sido vivido, acabando por apenas assistir aos concertos do segundo dia. Mas foi um grande segundo dia, ainda assim, e valeu a pena ter ido sem dúvida.

A principal razão para lá ir era a banda que fecharia com chave de ouro o festival, os Godspeed You! Black Emperor. Já os vira no ano anterior em Amsterdão, mas não quis perder a oportunidade de os ver novamente, e logo após terem lançado um novo álbum, dez anos após o anterior.

Mas quero destacar aqui três dos concertos que vi.

Desde logo o primeiro, pelos Barcelenses Black Bombaim. Conhecia-os há pouco tempo, principalmente pelo álbum Titans. E é um dos grandes álbuns Portugueses, não só desse ano, mas de sempre. E não me posso sequer limitar a colocá-lo num best of de álbuns Portugueses. Este álbum obreia com qualquer dos melhores álbuns internacionais do estilo. Estilo esse que serpenteia por entre stoner rock e rock psicadélico, entre outros. Este álbum, em particular, é constituído por quatro faixas, correspondendo aos quatro lados do duplo LP. Recomendo-o vivamente.
O concerto consistiu neste álbum tocado na íntegra, e ao vivo ganha ainda mais vida. Grande concerto.

Mais tarde pude ver pela primeira vez uma banda Italiana que já antes me tinha passado por perto e que me estava a deixar curioso, os Ufomammut. Com um rock psicadélico bastante pesado e prolongado, surpreenderam-me pela positiva. Foi absolutamente fantástico. As músicas contêm geralmente padrões que se vão repetindo inúmeras vezes, e de forma bastante lenta, mas sempre com algo acrescentado de cada vez. A verdade é que isto me colocou numa espécie de transe e não notei o tempo a passar. As músicas nunca se tornam aborrecidas, levando antes que a ansiedade e expectativa aumentem gradualmente, até à inevitável explosão sonora. A única razão para não considerar este o melhor concerto do festival foi o nome da banda que se seguiria.

Quanto aos Godspeed You! Black Emperor, não há muito a dizer. Conseguem sempre corresponder às expectativas, que são inevitavelmente altas. Dificilmente seria possível encontrar melhor forma de fechar o festival.

Embora tenha estado na segunda metade do evento, é algo que gostaria de repetir. Não conheço muitos festivais que consigam juntar tanta qualidade num grande ambiente, que apesar de tudo é acolhedor.


Black Bombaim - Titans - Lado A



Ufomammut - ORO Alter - Oroborus



Godspeed You! Black Emperor - Allelujah! Don't Bend! Ascend! - Mladic




Passando agora para algo completamente diferente, tenho que referir um concerto a que assisti uns dias depois, no Coliseu do Porto. Um pouco à semelhança do culto que se criou à volta dos já referidos Godspeed You! Black Emperor, embora com um estilo totalmente diferente, houve uma banda Portuguesa que nos últimos anos esteve parada, levando ao mesmo tipo de culto.

Uma banda que ouvia já nos idos tempos da escola José Régio, e que após dois bons álbuns (o que me marcou mais foi o segundo), acabou. Falo dos Ornatos Violeta. Com o passar dos anos comecei a prestar mais alguma atenção à musicalidade da banda. Eles são efectivamente muito bons, e não hesitei quando soube que iriam tocar no Porto. Ainda não fazia ideia se iria estar ou não em Portugal nessa altura, mas isso era algo que ainda teria tempo de resolver.

Era impossível os Ornatos desiludirem. Foi uma noite de boas canções, daquelas que reavivam memórias. O concerto foi longo, o que agradou a todos, e teve inclusive 4 ou 5 encores. Fiquei feliz por ter tido aquela oportunidade, e eles também pareciam estar muito satisfeitos por ali estar, o que ajudou à festa.


Ornatos Violeta - O Monstro Precisa de Amigos - Coisas



Enfim, foram dias de boa música que, passado quase um ano, ainda estão bem presentes na minha memória.


Tot ziens!

0 observação(ões) de carácter irónico ou mordaz: